Buscar
  • AutoMotori

Golf GTI: os 45 anos da história do carro que a Volkswagen não queria

Sinônimo de esportividade, o compacto reúne uma legião de fiéis admiradores

O Golf GTI virou sinônimo de esportividade dentro da linha Volkswagen mundo afora e há quase meio século reúne uma legião de fiéis admiradores. Aproveitando os 45 anos do lançamento da versão esportiva de um dos maiores sucessos da VW, que carrega o mérito de ter inaugurado a categoria até então inédita dos compactos esportivos com tração dianteira, a gente decidiu contar um pouco da história das oito gerações dessa fera.


O mais legal da história desse sucesso de vendas no mundo inteiro é que ele nasceu na clandestinidade, contra a vontade da direção da Volkswagen e como um segredo desenvolvido às escondidas, dá pra acreditar?

Da sua criação nos porões da empresa até ser apresentado no Salão Internacional do Automóvel (IAA) em Frankfurt em setembro de 1975, o primeiro Golf GTI construiu uma carreira de sucesso. Lançado em 1976 ele foi o responsável por criar uma categoria automotiva que não existia até àquele momento: a dos hatches compactos esportivos com tração nas rodas dianteiras.

A empresa tinha planejado originalmente produzir apenas 5 mil unidades.


Mesmo depois das bênçãos da alta cúpula da Volkswagen, que não acreditava 100% no carro, ele surpreendeu e mostrou que estava acelerando no caminho certo... A empresa tinha planejado originalmente produzir apenas 5 mil unidades, mas o sucesso foi tão grande que a fabricante comercializou 461.690 carros ao longo da primeira geração. Esses números o transformaram numa verdadeira lenda e o tornaram o esportivo compacto mais bem-sucedido do mundo.


Na época, a VW não queria associar os seus modelos à rebeldia dos esportivos

Um rebelde feito às escondidas...


A história começa em 1974 com um pequeno grupo de funcionários da Volkswagen, comandado pelo então chefe de imprensa da Volkswagen, Anton Konrad, que não era engenheiro, mas sim jornalista. Contrariando a decisão da direção da empresa que na época não queria de jeito nenhum associar os seus modelos à rebeldia dos esportivos, esse grupo de revolucionários decidiu por conta própria desenvolver às escondidas uma versão esportiva do Golf dentro da empresa.

Anton Konrad, chefe de imprensa da VW, trabalhou na surdina para criar o carro


A paixão pela ideia era tão grande que todos colocaram seus empregos em risco...

Com as primeiras propostas bem alinhadas, eles conseguiram conquistar um aliado de peso dentro do Conselho de Tecnologia da empresa, o engenheiro Hermann Hablitzel, que se uniu ao grupo clandestino e garantiu cobertura para que o desenvolvimento continuasse, ainda que extraoficialmente. Logo, começaram a surgir os primeiros protótipos, incluindo uma versão carburada com 100 cavalos de potência.

A segunda geração do GTI foi apresentada em 1984 e mantinha a essência do GTI MKI


Artimanhas do Sport Golf


Com o projeto bem adiantado e com todos os argumentos garantidos, no início de março de 1975, Hablitzel apresentou oficialmente o projeto, que na época era chamado pelo grupo de rebeldes de Sport Golf, ao presidente do Conselho de Administração, Toni Schmücker, que deu sinal verde para o desenvolvimento.

Com as bênçãos do todo poderoso da VW, o clandestino Sport Golf finalmente virou um projeto oficial, ganhando a sigla interna de desenvolvimento EA195.

Dai para frente foi só alegria, com o Sport Golf fazendo sua estreia mundial no Salão Internacional do Automóvel (IAA) em Frankfurt daquele ano conquistando de cara a imprensa especializada e o público. Graças ao sucesso, o projeto ganhou velocidade e acesso a toda a estrutura das grandes estrelas...



E de onde veio o nome GTI?

Com toda a engenharia e design da empresa empenhadas em fazer o carro, o projeto EA195 deu um salto de qualidade. A sua primeira conquista oficial foi receber o moderno motor 4 cilindros de 1.6 litro, transversal, equipado com sistema de injeção eletrônica Bosch K-Jetronic, com 110 cavalos de potência e torque de 14,2 kgfm.


Entre as opções para o nome estavam as siglas TS e GTS, mas a escolhida foi a GTI

Com o projeto andando bem o time ainda tinha um desafio que era o de encontrar um nome que representasse bem o que esse carrinho significava... E como os alemães são apaixonados por siglas, o Sport Golf, que até então ainda não tinha nome, surgiram muitas sugestões de como ele deveria ser batizado... Entre as opções mais fortes estavam as siglas TS e GTS, mas foi a GTI que venceu a parada.


O projeto, que nasceu clandestino, logo virou uma paixão dentro da marca, com todo mundo querendo dar um pitaco ou deixar a sua marca.... O designer-chefe da VW Herbert Schäfer, que era um exímio jogador de golfe, foi um desses fãs e criou uma manopla de câmbio que traduzia a esportividade do modelo, adaptando uma bola de golfe à haste do GTI.

E finalmente em junho de 1976, o Golf GTI Mk1, chegou ao mercado alemão, custando 13.850 marcos, que equivaliam a aproximadamente 5 mil e 300 dólares na época.


O GTI da terceira geração, apresentado em 1991, lembra a frente do Gol brasileiro



FICHA TÉCNICA

Golf GTI MKI 1975

Motor : 4 cilindros

Código de Motor : EG

Alimentação: Bosch K-Jetronic

Cilindrada: 1.588 cm3

Diâmetro dos cilindros x Curso dos pistões: 79.5 x 80.0 mm

Válvulas : 8 Válvulas

Taxa de Compressão : 9.5

Potência : 110 cv @ 6100 rpm

Torque : 14.2 kgfm @ 5000 rpm

Câmbio : 4 marchas Manual

Velocidade Máxima : 182 km/h


Confira abaixo os avanços de cada uma das oito gerações do Golf GTI ao longo dos seus 45 anos...

GOLF GTI Mark 2 1984

- Manteve as insígnias do GTI com a faixa vermelha na grade do radiador e os assentos esportivos xadrez

- Em 1984, a potência do motor foi reduzida de 110 para 107 cavalos devido a exigência da legislação alemã que obrigou a instalação do catalizador.

- Em 1986, a Volkswagen compensou a perda de potência com um novo motor de 16 válvulas que gerava 129 cavalos.

- Em 1990, o motor turbo G-Lader no Golf GTI G60 aumentou sua potência para 160 cavalos.



FICHA TÉCNICA

Golf GTI MKII 1984

Motor : 4 cilindros

Código de Motor : PL

Alimentação : MPI - Bosch KE-Jetronic

Cilindrada : 1.781 cm3

Diâmetro dos cilindros x Curso dos pistões : 81.0 x 86.4 mm

Válvulas : 16 Válvulas

Potência: 129 cv @ 5800 rpm

Torque: 11.7 kgfm @ 4250 rpm

Câmbio: 5 marchas Manual

Velocidade Máxima: 200 km/h

Aceleração 0 aos 100 km/h: 9.0 s


GOLF GTI Mark 3 1991

- Novo design da carroceria.

- Faróis duplos da segunda geração agora estavam agora escondidos atrás de uma lente compartilhada.

- A potência novamente foi reduzida, agora para 115 cavalos

- Em 1992 saltou para 150 cavalos graças a um novo motor.

- Em 1996, estreia no mercado europeu a versão turbodiesel (TDI®) com 110 cavalos.

- Em 1997, as versões com motores a gasolina e diesel passaram a ser identificadas por siglas próprias: GTI e GTD.




FICHA TÉCNICA

Golf GTI MKIII 1991

Motor: 4 cilindros

Código de Motor: 2E (92-94) /ADY (94-95)/AGG (95-97)

Alimentação: MPI - Bosch Digifant ML5.9 (92-94) / Siemens Simos (94-97)

Cilindrada : 1.984 cm3

Diâmetro dos cilindros x Curso dos pistões : 82.5 x 92.8 mm

Válvulas : 8 Válvulas

Potência : 115 cv @ 5400 rpm

Torque: 16,8 kgfm @ 3200 rpm

Velocidade Máxima: 196 km/h

Aceleração 0 aos 100 km/h: 10.4 s


Golf GTI Mark 4 1998

- Foi a menos glamourosa, perdendo detalhes como a clássica faixa vermelha na grade do radiador.

- Novo design, com linhas mais modernas e limpas.

- O Golf GTI Mk4 de 150 cv era um carro que mantinha os concorrentes à distância com sua agilidade.

- Os motores a gasolina - de quatro e cinco cilindros - geravam até 170 cv, enquanto os motores a diesel, no máximo, 150 cavalos.

- Em 2001, a VW comemora o primeiro quarto de século do ícone com a edição especial turbo “25 anos de GTI” de 180 cavalos de potência.


FICHA TÉCNICA

Golf GTI MKIV 1998

Motor: 4 cilindros

Código de Motor : AUQ

Alimentação: MPI - Bosch Motronic ME7.5

Cilindrada: 1.781 cm3

Diâmetro dos cilindros x Curso dos pistões: 81.0 x 86.4 mm

Válvulas: 20 Válvulas (5 por cilindro)

Aspiração: Turbo + Intercooler

Taxa de Compressão: 9.5

Potência: 180 cv @ 5500 rpm

Torque: 23.9 kgfm @ 1950 rpm

Velocidade Máxima: 222 km/h

Aceleração 0 aos 100 km/h: 7.9 s


Golf GTI Mark 5 2004

- Protótipo do GTI da quinta geração é apresentado no Salão de Frankfurt de 2003.

- Em 2004, a versão de produção é lançada no Salão de Paris

- Destaque foi o motor turbo de 200 cavalos, que fazia o GTI acelerar de zero a 100 km/h em apenas 7,2 segundos na versão manual e em 6,9 segundos com a nova transmissão automática de dupla embreagem (DSG®) e velocidade máxima de 236 km/h.

- No trigésimo aniversário, em 2006, a VW apresentou a edição “30 years of GTI”, com motor turbo de 230 cv.


FICHA TÉCNICA

Golf GTI MKV 2004

Motor: 4 cilindros

Alimentação: Fuel Stratified Injection (Injeção Direta FSI)

Cilindrada: 1.984 cm3

Diâmetro x Curso: 82.5 x 92.8 mm

Válvulas: 16 Válvulas

Sobrealimentação: Turbo + Intercooler

Taxa de Compressão: 10.5

Potência: 200 cv @ 5100 rpm

Torque: 28.4 kgfm @ 5000 rpm

Câmbio: 6 velocidades Manual

Velocidade Máxima: 235 km/h

Aceleração 0 aos 100 km/h: 7.2 s


Golf GTI Mark 6 2009

- A lenda das pistas Hans-Joachim Stuck foi encarregado pela VW de aperfeiçoar o comportamento dinâmico do veículo, que ganhou bloqueio eletrônico diferencial (XDS®) pela primeira vez.

- O motor turbo de 210 cavalos fez o GTI acelerar a 240 km/h.

- Em 2011, chega a versão conversível.



FICHA TÉCNICA

Golf GTI MKVI 2009

Motor: 4 cilindros

Alimentação: Fuel Stratified Injection (Injeção Direta FSI)

Cilindrada: 1.984 cm3

Diâmetro dos cilindros x Curso dos pistões: 82.5 x 92.8 mm

Válvulas : 16 Válvulas

Aspiração: Turbo + Intercooler

Taxa de Compressão: 9.6

Potência: 211 cv @ 6200 rpm

Torque : 28.4 kgfm @ 1700-5200 rpm

Câmbio: 6 marchas Automatic Transmission relations

Velocidade Máxima : 238 km/h

Aceleração 0 aos 100 km/h: 6.9 s


Golf GTI Mark 7 2013

- Sétima geração chega com duas opções de motorização.

- A versão básica produzia 220 cavalos, enquanto o Golf GTI Performance poderia liberar 230 cavalos.

- Foi o primeiro Golf GTI a apresentar um diferencial de deslizamento limitado com sensor de torque controlado eletronicamente e a ser construído na matriz transversal modular (MQB).

- A nova plataforma MQB reduziu o peso do GTI em mais de 40 kg em comparação ao seu antecessor.

- A versão de 230 cavalos, com transmissão manual, foi a primeira a quebrar a barreira dos 250 km/h.

- O Golf GTI Clubsport, apresentado no Autódromo Internacional do Algarve, em Portugal, em novembro de 2015 tinha 290 cavalos, graças à função overboost ele precisou de apenas 5,9 segundos para acelerar o veículo de 0 a 100 por hora e alcançar a velocidade máxima de 264 km/h.



FICHA TÉCNICA

Golf GTI MK VII 2013

Motor: 4 cilindros

Alimentação: Direct Injection.

Cilindrada: 1.984 cm3

Diâmetro dos cilindros x Curso dos pistões: 82.5 x 92.8 mm

Válvulas: 16 Válvulas

Aspiração: Turbo + Intercooler

Taxa de Compressão: 9,6

Potência: 220 cv @ 4500-6200 rpm

Torque: 35.6 kgfm @ 1500-4400 rpm

Câmbio: 6 marchas Automatic

Velocidade Máxima: 244 km/h

Aceleração 0 aos 100 km/h: 6.5 s

Golf GTI MK VII Clubsport 2013

Motor: 4 cilindros

Alimentação: Direct Injection / Variable Intake

Cilindrada: 1.984 cm3

Diâmetro dos cilindros x Curso dos pistões: 82.5 x 92.8 mm

Válvulas: 16 Válvulas

Aspiração: Turbo + Intercooler

Taxa de Compressão: 9,3

Potência: 290 cv

Torque: 38.7 kgfm @ 1700-5300 rpm

Câmbio: 6 marchas Automatic DSG

Velocidade Máxima: 250 km/h

Aceleração 0 aos 100 km/h: 5.9 s


Golf GTI Mark 8 2020

- A plataforma modular MQB foi atualizada para permitir o uso de um sistema híbrido-leve de 48V, contando com um gerador que fornece energia para o carro em alguns momentos, como saídas e acelerações.

- Esta nova versão da MQB será levada para outros carros da marca no futuro.

- A VW ainda não divulgou detalhes técnicos sobre a potência e performance, mas já se sabe que o motor turbo deve ter 245 cv e trabalhar e conjunto com um sistema híbrido leve de 48V.

- Especula-se que haverá o 2.0 TSI em diferentes configurações, para equipar o Golf GTI, Golf GTI TCR e Golf R, alcançando até 300 cv.



FICHA TÉCNICA

Golf GTI MKVIII 2020

Motor: 4 cilindros + Mild 48V Hybrid System

Código do motor: EA888 evo4

Alimentação: Direct Injection / Vaiable Intake

Cilindrada: 1.984 cm3

Diâmetro dos cilindros x Curso dos pistões: 82.5 x 92.8 mm

Válvulas: 16 Válvulas

Aspiração: Turbo + intercooler

Potência: 245 cv

Torque: 37.7 kgfm

Câmbio: 6 manual ou 7 marchas DSG "shift-by-wire (opcional)

Velocidade Máxima: Acima dos 250 km/h (estimada)

Aceleração 0 aos 100 km/h: Abaixo de 5.9 s (estimada)








©Joaquim Rimoli | AutoMotori 2020




0 visualização

© 2019 AutoMotori

Acompanhe e curta o AutoMotori nas redes sociais !

  • Instagram
  • Facebook ícone social
  • Acomapanhe nossa página no Twitter
  • YouTube ícone social