Buscar
  • AutoMotori

Nova Fiat Strada chega ao mercado, mas pode chamar de “Mini Toro”

Líder absoluta da categoria há 20 anos, a segunda geração da Fiat Strada chega ao mercado nacional completamente renovada.

Líder absoluta da categoria há 20 anos, a segunda geração da Fiat Strada chega ao mercado nacional completamente renovada. Em relação ao modelo anterior, a nova geração ficou menor e menos potente, em contrapartida deu um salto em eficiência, segurança, conforto e, principalmente no visual.

E nesse novo ritmo, imposto por consumidores mais exigentes e antenados, e em época de grandes mudanças, a Fiat é mais uma montadora brasileira a usar os recursos das lives pela internet para apresentar o seu mais importante lançamento do ano. Em sua segunda geração, a picape compacta evoluiu para se manter na liderança de mercado, que carrega há duas décadas.

Desta vez, a marca italiana aproveita as propostas e atributos inovadores que fizeram da Fiat Toro um sucesso, para lançar a segunda geração da Strada. Agora, com a Nova Strada e a picape Toro, a Fiat mira na consolidação da liderança absoluta no segmento de comerciais leves, que representaram 12,9% dos veículos comercializados no país em 2019. Juntas, as duas picapes da Fiat garantiram 41,4% de participação nas vendas da categoria no ano passado. Isso quer dizer que, a cada dez picapes vendidas no país, quatro são da Fiat.


Cara nova e jeitão de “Torinho”

O visual da nova Strada está em linha com o design bem-sucedido dos últimos lançamentos da Fiat. Mesmo inspirado nos elementos da picape Toro, a picape mostra que tem identidade própria.

Logo de cara, destaca-se a frente elevada, com faróis de LED, com luzes DRL (Daytime Running Light) de desenho afilado. O capô vincado sugere a força e a robustez e a grade, imponente, agora abriga o símbolo da marca bem ao centro, e resgata o logo com quatro barras inclinadas, que agora ostentam as cores da bandeira italiana.

Na lateral, a linha de cintura ascendente, valoriza as caixas de rodas quadradas. Já na traseira, as lanternas deixam clara a inspiração na irmã maior, a Fiat Toro.

A grade agora abriga o símbolo da marca bem ao centro, e resgata o logo com quatro barras inclinadas



Estica e encolhe

A nova geração da Strada adota a plataforma MPP, dedicada exclusivamente ao desenvolvimento da nova picape. Apesar de ter rigidez torcional 10% maior, a nova carroceria da picape passou por uma série de mudanças nas suas medidas, talvez para distanciá-la um pouco da Toro.

Assim, apesar de a versão topo de linha Volcano, que substitui a Adventure ter ficado 1,6 milímetro mais alta do solo e ter ganho 9 milímetros no comprimento, a nova geração encolheu nas demais medidas em relação à geração anterior. A picape, na versão cabine dupla, ficou 53 mm mais baixa (1.648 mm na Adventure x 1.595 mm na Volcano), 8 mm menos na largura ( 1.740 mm Adventure x 1.732 mm Volcano) e 16 mm menor na distância entre-eixos ( 2.753 mm Adventure x 2.737 mm Volcano).

Porém, os ganhos com a nova plataforma trazem vantagens, como a perda de 69 quilos de peso, parte deles graças ao motor menos 1.3 litro, e o aumento das dimensões da caçamba, que saltou de 680 litros para 844 litros. A capacidade de carga na versão de cabine dupla se manteve a mesma: 650 kg e chega até 720 kg na configuração de entrada com cabine simples.

A movimentação de carga agora é facilitada pela tampa traseira, que teve seu peso de manuseio amortecido em 60% por um novo sistema de mola sem perder robustez, já que suporta cargas de até 400 kg. Para fechar a tampa, o esforço é mínimo.


Tecnologia de ponta

A nova plataforma MPP também permitiu uma arquitetura com equipamentos sofisticados. Como itens de série em todas as versões, a nova Strada recebeu controle de estabilidade, assistente de partida em rampa e controle de tração avançado E-Locker (TC+), voltado para situações de off-road leve, que auxilia em manobras do veículo que se encontra em terreno escorregadio e com a roda patinando. (Veja o vídeo)

O mesmo TC+ ativa o ABS Off-Road, uma calibração que melhora o comportamento de frenagem do veículo quando é necessário o acionamento do ABS em superfícies deformáveis (areia, terra, brita, neve), permitindo o travamento da roda por breves instantes e formando “cunhas” de material na frente da roda. Esse material melhora a aderência dos pneus e a manobra, reduzindo a distância de parada em piso de pouca aderência.

Motorizações

As versões Endurance são equipadas com o motor 1.4 Fire, que gera potência de 88 cv a 5.750 rpm (etanol) e 85 cv a 5.750 rpm (gasolina). Seu torque é de 12,4 kgfm com gasolina e 12,5 kgfm com etanol, ambos a 3.500 rpm.

A partir da versão Freedom, a Nova Strada passa a trazer de série direção com assistência elétrica, sensor de pressão dos pneus, volante multifuncional, retrovisores elétricos, quadro 3,5” de TFT, capota marítima e, entre outros itens, rodas de liga leve.

Aqui, além das dimensões menores da carroceria, a Fiat optou por um downgrade no motor para privilegiar o consumo e as emissões.

No lugar do 1.8 E.torQ, entra em campo o moderno 1.3 Firefly de quatro cilindros. Menos potente (o E.torQ gerava 132 cv e 18,9 kgfm de torque com etanol e 130 cv na gasolina com 18,4 kgfm), o 1.3 Firefly rende 109 cv de potência a 6.250 rpm e 14,2 kgfm de torque (etanol) e 101 cv a 6.000 rpm e torque de 13,7 kgfm a 3.500 rpm quando abastecido com gasolina. A mudança “roubou” 23 cavalos no etanol e 29 cv na gasolina, além da consequente perda de torque 5,2 kgfm (etanol) e 4,7 kgfm (gasolina).

Porém, a nova motorização garante em troca marcas de consumo muito melhores. O que garante o título de motor mais eficiente e econômico dentro do segmento de picapes pequenas com nota A de consumo pelo Inmetro.



Interior renovado

No interior, o destaque é a nova central multimídia Uconnect 7”, um dos equipamentos mais modernos de infoentretenimento do Brasil. Com uma tela sensível ao toque de sete polegadas, traz recursos sofisticados como Apple CarPlay e Android Auto com projeção sem fio (wireless). É possível parear até dois smartphones. O sistema foi desenvolvido pela FCA no Brasil e é o mais intuitivo, funcional e amigável do mercado, melhorando de maneira significativa a experiência do usuário com o veículo, através das funções: navegação via Waze e Google Maps; música (Streaming | MP3); reconhecimento de voz (Siri | Google Voice); leitura e resposta de mensagem “handsfree” para SMS e WhatsApp, por exemplo; e integração com calendário.



A tela é personalizável e exibe controle de todas as funções do veículo. Além disso, tem baixo reflexo diurno e brilho ajustável. O sistema dá suporte a múltiplas conexões via Bluetooth e conta com computador de bordo. Há ainda uma segunda porta USB à disposição dos passageiros.

A Nova Strada Volcano conta também com vidros traseiros elétricos, bancos em couro/tecido, câmera de ré, volante em couro, faróis em LED e sensor de estacionamento. A versatilidade do modelo fica ainda mais evidente com itens como capota marítima, barras longitudinais no teto e de proteção (santantônio), além dos pneus 205/60 R15 ATR. Como opcional, o cliente pode optar por exclusivas rodas de liga leve de 16 polegadas (pneus 205/55 R16).


No interior, o destaque é a nova central multimídia Uconnect de 7 polegadas

Versões e preços

A gama da nova picape Fiat Strada dispõe de pacotes de opcionais para atender variados gostos do consumidor. A versão Endurance tem: Pack Worker (alarme, travas e vidros elétricos, break light, fechadura elétrica na caçamba, comando elétrico na tampa do combustível e banco do motorista com ajuste de altura); Pack Audio (rádio, autofalantes, porta USB frontal e volante multifuncional); e Pack Teck (central multimídia Uconnect 7”, display digital de 3,5 polegadas no painel de instrumentos, alto-falantes, duas portas USB, controles de áudio no volante parcialmente em couro, câmera de ré e sensor de estacionamento).

A versão Freedom apresenta o seguinte pacote de opcionais: Pack Teck (central multimídia Uconnect 7”, alto-falantes, câmera de ré e sensor de estacionamento).

Já a versão Volcano, topo de linha, tem como único opcional as rodas de liga 16 polegadas.

Confira como ficaram os preços da linha 2021 da Nova Strada:

Endurance Cabine Plus 1.4 Fire MT5 - R$ 63.590

Endurance Cabine Dupla 1.4 Fire MT5 - R$ 74.990

Freedom Cabine Plus 1.3 Firefly MT5 - R$ 69.490

Freedom Cabine Dupla 1.3 Firefly MT5 - R$ 77.990

Volcano Cabine Dupla 1.3 Firefly MT5 - R$ R$ 79.990


FICHA TÉCNICA

Fiat Strada Volcano 1.3 Cabine Dupla

Motor: 4 em linha 16V, 1.332 cm³

Potência: 101 cv (gasolina) a 6.000 rpm/ 109 cv (etanol) a 6.250 rpm

Torque: 13,7 kgfm (gasolina)/ 14,2 kgfm (etanol) a 3.500 rpm

Transmissão: manual, cinco marchas à frente e uma à ré

Tração: Dianteira com juntas homocinéticas

Freios: (dianteiro) disco ventilado 257 mm (traseiro) tambor 228,6 mm

Suspensão: (dianteira) McPherson com rodas independentes, (traseira) Eixo rígido

Direção: Elétrica com pinhão e cremalheira

Rodas e Pneus: 6” x 15” 205/60 R15 (opcional 6” x 16 205/55 R16)

Dimensões

Peso: 1.174 kg

Capacidade de carga: 650 kg

Comprimento: 4.480 mm

Largura: 1.732 mm

Altura: 1.595 mm

Entre-eixos: 2.737 mm

Altura mínima do solo: 210 mm

Ângulo de entrada: 23,2°

Ângulo de saída: 28,4°

Volume da caçamba: 844 litros

Tanque de combustível: 55 litros

Desempenho

Velocidade máxima: 165 km/h (gasolina)/ 168,4 km/h (etanol)

0 a 100 km/h: 12,4 s (gasolina)/ 11,2 s (etanol)

Consumo

Ciclo urbano: 12,1 km/l (gasolina)/ 8,4 km/l (etanol)

Ciclo rodoviário: 13,3 km/l (gasolina)/ 9,4 km/l (etanol)

©Joaquim Rimoli | AutoMotori 2020 com informações da FCA

0 visualização

© 2019 AutoMotori

Acompanhe e curta o AutoMotori nas redes sociais !

  • Instagram
  • Facebook ícone social
  • Acomapanhe nossa página no Twitter
  • YouTube ícone social